carregando

Digite para pesquisar

Santa Mônica abraça Campanha Outubro Rosa

Os seios da mulher são sempre motivo de muitos tabus, mas a eles cabem vários significados. Saúde, autoestima, sensualidade, maternidade. Os seios podem carregar muito mais do que estigmas ou conceitos sociais. Em outubro, o mundo todo levanta a bandeira cor-de-rosa em prol da prevenção e tratamento contra câncer de mama. A campanha Outubro Rosa, que teve início no Brasil em 2002, ressalta a importância do autoexame, diagnóstico e tratamento precoce contra a doença.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres. No Brasil, são cerca de 29% de novos casos a cada ano. Em 2018, foram quase 60 mil diagnósticos e mais de 16 mil mortes. Em homens, essa porcentagem é de apenas 1%, 203 casos.

As ações realizadas mundialmente nessa época do ano tem como objetivo incentivar as mulheres a realização do autoexame, que consiste em perceber mudanças físicas nos seios como nódulos que não existiam antes – mesmo que indolores – e que são considerados o primeiro e principal sinal de alerta no momento do toque, pele avermelhada ou retraída (como uma casca de laranja, por exemplo), alterações no bico do peito e/ou secreção. Além disso, ao apresentar qualquer um desses sintomas, a orientação é procurar o quanto antes um profissional para que sejam feitos os exames adequados e, se diagnosticado, iniciar o tratamento precoce, o que aumenta as chances de cura.

A doença pode atingir as mulheres em qualquer idade, porém, pessoas acima de 50 anos são as que mais estão propensas a desenvolver o problema. Existem alguns fatores que aumentam o risco de câncer como: obesidade e sobrepeso após a menopausa, consumo de bebida alcoólica, alteração genética, histórico familiar, uso de contraceptivos orais por muito tempo, entre outros.

E existem várias formas de se prevenir contra a doença: exercícios físicos, alimentação saudável e realização regular de exames como a mamografia, principal meio de identificação de qualquer problema mamário. A recomendação do Ministério da Saúde é que entre os 50 e 69 anos o exame seja realizado a cada dois anos. Porém, entidades médicas como o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, a Sociedade Brasileira de Mastologia e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia recomendam que as mulheres se submetam ao exame anualmente, a partir dos 40 até os 74 anos, principalmente se houver histórico familiar da doença. Nestes casos, a solicitação pode ser feita antes dos 40 anos.

É importante que todas as mulheres saibam sobre a necessidade de se cuidar, se autoexaminar e procurar orientação médica, assim como levar informação para outras pessoas. Não deixe a sua saúde de lado! A qualquer sinal procure o seu médico. Cuide-se, você é o seu bem mais precioso!

AULÃO DE ZUMBA

OUTUBRO ROSA

Dia 19 de outubro

10h – Parque Aquático do Santa Mônica

Sugestão de traje: Camiseta Rosa

Participe! Inscrições gratuitas no Condicionamento Físico. Mais informações: 3675-4287

Notícias do Santa Mônica