carregando

Digite para pesquisar

Peteca

História da Peteca

É um esporte praticado em várias regiões do Brasil. É em Minas Gerais que o esporte tem a maior quantidade de adeptos. É um esporte que surgiu e se modificou, através das brincadeiras indígenas, onde utilizavam palha, madeira e penas para a confecção da peteca. O jodo pode ser praticado por dois ou mais participantes. A regra geral é não deixar a peteca cair no chão, após seu lançamento.

Como Recreação 
Registros no passado mostraram que a peteca, como recreaçao, era praticada pelos nativos brasileiros, mesmo antes da chegada dos portogueses. Consequentemente, nossos antepassados, através de sucessivas gerações, também a praticaram, fazendo chegar essa recreação indígena a todo o território brasileiro.

O aprimoramento dessa recreação deu-se em 1920, e é atribuída aos nadadores olímpicos da delegação brasileira que participavam da V Olimpíada, na chamada “peteca esticada ou rebatida”, utilizada, principalmente, como aquecimento dos referidos nadadores.

Como Competição 
Da rua, da grama ou da areia para as quadras, transformando essa recreação em competição, só aconteceu em Minas Gerais na cidade de Belo Horizonte, na década de 40, porém muito timidamente. Felizmente, na década de 70, milhares de homens e mulheres, velhos e moços, passaram a praticá-1a, diuturnamente, seguindo as suas regras devidamente regulamentadas.

A Peteca como Esporte 
Finalmente, em 27 de agosto de 1985, o Conselho Nacional de Desporto (CDN) reconheceu o jogo de peteca como esporte, por solicitação da FEMPE – Federação Mineira de Peteca.

Local onde se pratica
Ginásio “C”

Horários
Horário Livre – Ginásio “C”

Terça e quinta-feira
•    Três quadras das 19 às 20h
•    Duas quadras das 20 às 20h30
•    Uma quadra das 20h30 às 22h

Sábado e Domingo
•    Das 10h às 13h50 – Ginásio “C”

Comissão da Peteca

Edna dos Anjos
Wilson Uhren

 

Diretor de Esportes: Mauro Celso Monteiro

Supervisor de Esportes: Edson Girata