carregando

Digite para pesquisar

Efeito sanfona: dicas para evitar

O ideal é manter uma alimentação saudável e equilibrada.

O efeito sanfona é um dos grandes temores de quem está em processo de emagrecimento. Afinal, você se esforça tanto para perder aqueles quilinhos extras e, pouco tempo depois, recupera tudo. Apesar de ser uma situação muito comum, saiba que é possível evitar todo esse vai e e vem.

O que é o efeito sanfona?

Esse é aquele famoso e temido engorda e emagrece constante que atinge, principalmente, as mulheres que estão querendo perder peso. Depois de um tempo fazendo dieta e exercícios, o número na balança diminui, mas logo o corpo volta ao peso anterior e, em alguns casos, ganha até mais alguns quilos.

Existem várias causas do efeito sanfona. Uma delas é o fato da pessoa que já atingiu o peso desejado se sentir mais à vontade para comer alimentos mais calóricos, além de relaxar na prática de exercícios. Assim, ela volta a engordar.

Outra causa é chamada pelos especialistas da área como memória metabólica. É a capacidade que o corpo tem de voltar ao seu estágio anterior, após sofrer alteração.

Desta forma, para que o organismo não volte a engordar é preciso haver uma rotina constante de boa alimentação e atividade física por, pelo menos, dois ou três anos. Assim, é mais fácil acostumar o corpo com as mudanças sofridas.

O que fazer para evitar o efeito sanfona?

Além da chateação por ter ganhado peso novamente, o efeito sanfona provoca vários prejuízos estéticos. A pele fica flácida, as estrias aumentam e a celulite também. Tudo isso afeta a autoestima da pessoa, fazendo com que ela se sinta incapaz de dar um fim ao sobrepeso.

Para eliminar de vez o efeito sanfona, veja a seguir algumas dicas fundamentais:

1 – Evite dietas muito restritivas

Não adianta cortar do cardápio tudo que acha que engorda ou que tinha o hábito de comer, na intenção de emagrecer. É muito difícil seguir uma dieta extremamente restrita. É quase certo que, em algum momento, você se sinta frustrado por estar tão limitado e largue de vez a dieta.

O ideal é manter uma alimentação saudável e equilibrada, fazendo substituições aos poucos, mantendo dentro do cardápio alimentos que você gosta. Só assim a dieta tem chances de ter sucesso. Fuja das dietas da moda e procure um nutricionista.

2 – Faça atividade física constante

É fundamental mexer o corpo diariamente para causar um déficit calórico que é gastar mais calorias do que consumi-las. Faça musculação, natação,enfim, pratique algum esporte coletivo, por exemplo.

Além disso, mexa-se durante o dia. Passeie com o cachorro, aproveite o horário de almoço para dar uma caminhada no entorno do trabalho, dance na frente da TV. O importante é estar sempre com o corpo em movimento.

3 – Mude a sua forma de pensar

Todo processo de emagrecimento é demorado. É a primeira informação que você deve ter em mente. Assim como você não engordou tudo de uma vez, não vai emagrecer de uma hora para outra. É preciso focar em exercícios físico, manter uma alimentação saudável e ter paciência.

E, para manter o peso que adquiriu e evitar o efeito sanfona, você precisa manter os hábitos saudáveis que praticou durante o processo de emagrecimento. Mesmo que relaxe um pouco na alimentação, isso deve ser uma exceção e não a regra.

Como você viu, ter uma dieta equilibrada e praticar atividade física é fundamental não só para emagrecer, mas para evitar o efeito sanfona e todos os prejuízos que ele provoca.

Se você está precisando praticar alguma atividade física, o Santa Mônica Clube de Campo dispõe de uma área de mais de 72 alqueires, com uma estrutura incrível para a prática de esportes e oferece diversas modalidades para você e sua família! Clique aqui e saiba mais.

Alimentação Atividades Físicas Saúde