carregando

Digite para pesquisar

Cultura Brasileira é representada pelo CTB Querência Santa Mônica no Folclorize

O grupo apresentará “A História da Erva-mate no Paraná e suas vertentes pelo País” no dia 10 de julho, no Guairão durante o 57º Festival Folclórico de Etnias do Paraná

 

No dia 10 de julho, o Centro de Tradições Brasileiras Querência Santa Mônica se apresenta no palco do Guairão, durante o Folclorize – 57º Festival Folclórico de Etnias do Paraná, sendo o único grupo a representar a cultura e o folclore brasileiro. O evento tem como objetivo promover ao público o contato e a valorização das tradições que compõem a cultura paranaense. Na ocasião, o grupo do Santa Mônica Clube de Campo apresentará o espetáculo que mostra a história da vida da Erva-mate no Paraná e suas vertentes pelo Brasil.

Segundo o patrão do CTB Querência Santa Mônica, Valdiney Cardoso Borel, este evento é tradicional no calendário, e o grupo  faz apresentações, há 19 anos, do Folclore Brasileiro. “Participar deste Festival é muito emocionante, pois reúne toda a família no palco do Guairão, apresentando tradições e danças da rica cultura do nosso País”, diz.

A cultura do Brasil, de modo geral, foi influenciada pelos imigrantes europeus na segunda metade do século XIX. Uma herança que possibilitou o surgimento de vários elementos que tornaram o País único e cheio de detalhes na arquitetura, na música, na literatura, nas danças e em suas celebrações. O espetáculo resgatará diversos estilos de danças, de várias regiões, entre elas o Frevo, a Gafieira e o Carimbó. Toda essa brasilidade poderá ser conferida na apresentação do Centro de Tradições Brasileiras Querência Santa Mônica durante o 57º Festival Folclórico e de Etnias do Paraná.

Sinopse

O espetáculo remontará de forma lúdica, o trajeto da Erva-mate no Paraná, planta tão significativa para a região. A ideia é questionar a identidade paranaense e resgatar o valor da Erva-mate para o povo do Estado. E para contar essa história o grupo traz um personagem que muito sabe sobre folclore, José Brasileiro, nascido e criado no Paraná. Ele vai levar os espectadores a uma reflexão sobre o poder da dedicação, da força e da energia no caminho a um propósito, mostrando o ciclo de que a planta precisa ser regada para crescer forte e dar frutos, é tudo uma questão de tempo. Neste contexto, o enredo vai apresentar:

 

TAREFEIROS: Dança representando os colhedores de Erva Mate,

ERVA-MATE NOSSO OURO: Dança representando os Barões do Mate,

TREM PROSPERIDADE: Dança sobre a construção da Estrada de Ferro,

MARIA FUMAÇA: Dança sobre a Maria Fumaça,

LATINAS: Dança representando Argentina e Uruguai – Importadores da Erva-mate paranaense,

CATIRA: Dança do folclore do Centro-Oeste do Brasil,

CANÇÃO DO CARIJO: Dança que aborda o processo de transformação do Mate,

GAFIEIRA: Dança tradicional do Rio de Janeiro,

FREVO: Dança tradicional do Nordeste,

CARIMBÓ: Dança tradicional do Norte,

HERANÇA CULTURAL: Dança sobre o Orgulho Gaúcho,

BICHO DO PARANÁ: Dança sobre o Paraná,

ORAÇÃO AO TEMPO: Dança representando a passagem do tempo,

ATÁVICO OURO VERDE: Dança sobre a importância da Erva-mate no Estado do Paraná.

 

Ficha Técnica

Presidente Santa Mônica Clube de Campo: Gilberto Foltran

Patrão CTB Querência Santa Mônica: Valdiney Borel

Direção e Coordenação Artística: Roger Esteves

Roteiro: Amada Souza, Bruno Lemos, Jenaina Alves, Rafaela Lourenço e Patrícia Lourenço Pesquisa histórica: Alexandra Lourenço

Coordenação Grupo Pré-mirim: Patrícia Lourenço e Marcio Helegda

Coordenação Grupo Mirim: Manoela Guidolin, Rodrigo Guidolin, Iria Rosa e Leonardo Gricolo

Coordenação Grupo Juvenil: Fernando Andreatta e Daniela Missaggia

Coordenação Grupo Adulto A e B: Bruno Lemos

Coordenação Grupo Veterano: Roger Esteves e Danielli Oliveira

Coordenação Grupo Xirú: Nelson Oliveira.

SOBRE O CTG QUERÊNCIA SANTA MÔNICA 

O Centro de Tradições Brasileiras (CTB) Querência Santa Mônica, fundado em 19 de maio de 1989, é uma associação que busca manter e evidenciar o valor da cultura brasileira a partir do trabalho de sete grupos, que reunidos somam cerca de 130 integrantes.

Ao longo de seus 29 anos, o Grupo, sediado no Santa Mônica Clube de Campo tem levado cultura e o folclore brasileiros para diversos festivais do País. Em 2017, ao lado do Grupo Folclórico Germânico Original Einigkeit Tanzgrupp, o CTB conquistou o prêmio de Case de Sucesso Interclubes, da Federação Nacional de Clubes, com o Espetáculo conjunto: A Dança Vence Barreiras, apresentado na 56º edição do Festival Folclórico de Etnias.

SOBRE O FESTIVAL FOLCLÓRICO DE ETNIAS DO PARANÁ

O evento que já é tradicional na cidade, chega a sua 57º edição. Neste ano, acontece entre os dias 1º e 12 de julho, levando ao palco do Teatro Guaíra apresentações com música, canto e dança de grupos étnicos que simbolizam a cultura dos povos colonizadores do Paraná.

 

SERVIÇO

A História da Erva-mate no Paraná  – CTB  Querência Santa Mônica

Dia 10 de julho – Terca- Feira.

Horário:  20h30

Local: Grande Auditório do Teatro Guaíra (Rua XV de Novembro, 971), Centro, Curitiba – PR).

Ingressos à venda na Bilheteria do Teatro, na Secretaria do Santa Mônica Clube de Campo e integrantes do CTB.

Ingressos: R$ 50,00 e R$ 25,00 (meia-entrada).

Mais informações: www.festivalfolclorico.com.br

Notícias do Santa Mônica
Artigo Anterior
Próximo Artigo