carregando

Digite para pesquisar

As vantagens do exercício físico na terceira idade

A atividade física deve fazer parte da vida do idoso.

A atividade física é importante em qualquer fase da vida, mas quando praticada na terceira idade ela surge como um elemento fundamental para a melhora do estilo de vida. Especialmente devido aos seus benefícios que ultrapassam a saúde física, atingindo a parte mental e social do idoso.

Entre os diversos benefícios que se pode obter praticando exercícios na terceira idade destacamos os seguintes:

  • Mais autonomia e bem-estar;
  • Diminuição do tecido adiposo;
  • Aumento da massa óssea e muscular;
  • Estimulo do metabolismo;
  • Melhora dos aspectos cognitivos (percepção, memória, atenção);
  • Diminuição e maior resistência às doenças próprias da terceira idade.

Além de tudo isso é importante destacarmos que a prática de exercícios também possibilita que o idoso desenvolva muito mais independência – dando-lhe segurança para que excute atividades do seu dia a dia, sem a necessidade de precisar da ajuda de terceiros.

E, isso sem contar ainda com a interação social em atividades recreativas e culturais, aumento da qualidade do convívio social e envolvimento em diversas ações que podem promover um envelhecimento ativo.

Exercícios recomendados na terceira idade

Se o idoso ainda não tem o hábito de praticar algum tipo de exercício o mais indicado é que ele comece com atividades de baixo impacto, como as descritas abaixo:

  • Andar de bicicleta: Ajuda a diminuir a pressão arterial e a fortalecer as articulações, o que é ótimo para a diminuição das dores físicas e aumento da mobilidade.
  • Praticar hidroginástica: O idoso poderá trabalhar todos os músculos do corpo. Entre as vantagens está o desenvolvimento de resistência física, diminuição das dores e melhora do ritmo cardíaco.
  • Natação: É um dos exercícios mais indicados. Além disso, na terceira idade ela contribui na prevenção de lesões, fortalecimento de vários músculos e alívio de dores que estejam relacionadas a algumas doenças, como a artrite, muito recorrentes nessa fase da vida.

Quem não tem o hábito pode começar com uma simples caminhada que, além de fazer bem para o corpo, é uma ótima alternativa para que o idoso possa aumentar sua interação social.

Entretanto, nunca se deve dar início a uma atividade sem que o especialista seja consultado antes. Essa primeira etapa é fundamental para que o idoso comece algo que realmente traga benefícios completos para seu corpo. Se possível, além dos exames médicos, é interessante ter um acompanhamento nutricional para que os resultados sejam mais efetivos.

Ao observarmos tudo isso não há dúvidas de que a atividade física deve fazer parte da vida do idoso. Quando ele perceber que pode fazer diversas atividades, desenvolver-se e evoluir além daquilo que imaginava, ele se sentirá mais seguro de si e terá uma perspectiva de vida mais otimista e leve.

É por isso, e muito mais, que devemos incentivar a prática de exercícios nessa fase da vida.

Por fim, uma boa ideia é convidar o idoso a conhecer clubes que poderão atender com eficiência suas necessidades, como o Santa Mônica Clube de Campo. Além de eventos, há uma série de modalidades esportivas, o que torna mais fácil para o idoso identificar aquela que melhor se encaixe em seu perfil. O Clube também oferece Aulas de Dança, a Master 60. Saiba mais aqui.

Atividades Físicas Clube de Campo Dicas Exercícios Físicos