carregando

Digite para pesquisar

A história e a origem do Escotismo

Escotismo é um movimento educacional que funciona como uma excelente ferramenta para ensinar aos jovens valores como: cordialidade, educação, disciplina, honestidade, respeito — aos familiares, amigos, professores, animais e natureza — além de sempre praticar boas ações, preferencialmente uma boa ação por dia.

Assim, os benefícios de ser um escoteiro vão muito além do que aprender técnicas de sobrevivência em um ambiente com recursos limitados. A criança que ingressar no Movimento Escoteiro receberá uma importante lição de cidadania e saberá como agir nas mais diversas adversidades que encontrar por toda sua vida.

História e origem do escotismo

O Escotismo foi fundado em 1907 por Robert Baden-Powell, um ex-general, logo após se afastar do exército na Inglaterra. Ele aproveitou as técnicas militares que sabia que seriam úteis no desenvolvimento dos jovens e criou um movimento educacional, o Movimento Escoteiro.

Na verdade, a organização foi criada ao acaso, quando ele convidou um grupo de rapazes para acampar e aprender os ensinamentos militares. Para isso, usou como base o livro que ele mesmo escreveu em 1894, “Ajuda à Exploração Militar” (Aids To Scouting). A obra contém informações para os militares sobre seguir pistas, fazer explorações, além de outras coisas a respeito da vida em campo. De tão bom conteúdo, o livro foi adotado por escolas inglesas.

Sua primeira aventura com jovens, que só depois seriam chamados de escoteiros, durou oito dias — ele aplicou vários ensinamentos sobre como viver ao ar livre e em equipe:

  • Jogos;
  • Fogueiras;
  • Acampamentos;
  • Rastreamento;
  • Alimentação e boas ações;
  • Dedução e observação;
  • Técnicas de primeiros socorros.

Após o sucesso do primeiro acampamento, o ex-general escreveu seis edições do manual “Escotismo para Rapazes”. O sucesso do guia foi enorme fazendo surgir o Movimento Escoteiro, que, mais tarde, se expandiria para todos os continentes.

Em 1909 o Escotismo começou a aceitar meninas e em 1910, nascia o Escotismo no Brasil com a associação escoteira “Centro de Boys Scouts do Brasil”, no Rio de Janeiro.

Movimento no Brasil

O Escotismo brasileiro nasceu em 1910 com a associação escoteira “Centro de Boys Scouts do Brasil”, no Rio de Janeiro. O termo ‘escoteiros’, o qual serve para designar os jovens que participam do movimento, surgiu anos depois e se derivou da palavra ‘scrutar’. Em 1924 nasceu a União dos Escoteiros do Brasil.

Principais preceitos (leis) do escotismo

O escoteiro tem uma só palavra

A honra de um escoteiro vale mais que sua própria vida, assim, quando ele diz “eu juro” ou “eu prometo” ou quando ele simplesmente afirma que fará uma coisa, ele faz. Ele aprendeu e gosta de transmitir que, ao mentir, roubar ou ser desonesto, sua honra será perdida.

O escoteiro é leal

Um escoteiro sempre fica ao lado de seus pais e de seus amigos nas situações de dificuldades, desde que isso não resulte em desonra.

O escoteiro está sempre alerta e pratica uma boa ação, diariamente

Estar sempre alerta no Escotismo significa estar pronto para ajudar as pessoas e sempre atento às coisas que acontecem ao redor de si mesmo.

O escoteiro é amigo e irmão dos outros escoteiros

Ser amigável com todas as pessoas é dever do escoteiro. Ele entende e aceita que as pessoas não são todas iguais e que essas diferenças não têm a ver com seu caráter.

1. O escoteiro é cortês

O escoteiro é gentil e educado com todas as pessoas ao seu redor e respeita suas opiniões, ainda que ele não concorde com elas.

2. O escoteiro é amigo dos animais e das plantas

O escoteiro tem como dever preservar, cuidar e respeitar o meio ambiente e a natureza em geral.

3. O escoteiro está sempre alegre e sorri nas dificuldades

O escoteiro sabe que encontrará dificuldades para realizar determinadas tarefas, mas ele compreende que resmungar não adiantará. Dessa forma, ele sabe que deve procurar resolver a questão sem se desesperar.

4. O escoteiro é disciplinado e obediente

No Escotismo ter disciplina e ser obediente refere-se a fazer sempre a coisa certa e na hora certa, além de respeitar e obedecer aos mais velhos.

5. O escoteiro é limpo de corpo e alma

O cuidado com o corpo e a higiene pessoal (asseio) são fundamentais para o escoteiro conviver em harmonia com as outras pessoas e com o meio em que vive. Quanto à limpeza da alma, ele busca ter pensamentos positivos e saudáveis, sempre!

6. O escoteiro é econômico e respeita o bem alheio

Um escoteiro não desperdiça seu dinheiro e seu material. Ao comprar apenas o que necessita, sem desperdícios, ele controla seus gastos com o devido cuidado. Quanto ao bem alheio, ele sabe que não lhe pertence.

Requisitos para poder participar do Escotismo

Para o jovem entrar no Movimento Escoteiro é necessário que ele tenha entre 6,5 (seis anos e seis meses de idade) e 21 anos. A partir dos 22 anos, ele poderá aderir como adulto voluntário, e não há limite de idade.

Grupo de escoteiros do Santa Mônica Clube de Campo

A sede do Grupo Escoteiro Santa Mônica (GESM) está localizada em área privilegiada junto à natureza e com toda a segurança necessária. As atividades obedecem à faixa etária do participante, a qual chamamos de ramo:

  • Lobinhos – 7 a 10 anos e meio;
  • Escoteiros – 10 anos e meio a 14 anos e meio;
  • Sênior – 14 anos e meio a 17 anos;
  • Pioneiros – 18 a 21 anos.

Requisitos para entrar o Grupo Escoteiro Santa Mônica

  1. A participação no GESM é aberta somente aos dependentes de associados.
  2. Para entrar no Grupo Escoteiro é necessária a existência de vagas disponíveis no ramo pretendido.

Saiba mais sobre o Grupo Escoteiro Santa Mônica.

Crianças Curiosidades Dicas Escotismo